• Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

© 2017 by Inês Félix

Memórias

July 9, 2018

 

Tenho a quem sair, quando me preocupo em criar memórias fortes na infância das minhas filhas. O meu pai sempre criou naturalmente muitas tradições com brincadeiras em determinadas alturas do ano e eu acabei por fazer o mesmo com as minhas filhas. Tenho por exemplo sempre uma boa e espectacular mentira no dia 1 de Abril! :) Uma das tradições que criei para as férias de Verão que passamos no nosso Alentejo, são os "ateliers". À hora das digestões, demasiado calor ou então ao finalzinho do dia vamos para uma mesinha na rua, à porta da cozinha, à sombra de um chaparro e criamos arte :)

 

Levo uma série de ideias e materiais (olhinhos de plástico, com e sem pestanas, colheres de madeira, tecidos, molas de madeira difíceis de encontrar, purpurinas que permanecem em mim durante semanas, acumulo caixas de ovos etc) e é sempre uma excitação pois nunca sabem o que vão fazer. Nem sempre corre bem, aliás muitas vezes há confusão porque estão endiabradas e no gozo umas com as outras. A Joana costuma querer ser muito rápida, quer acabar sempre em primeiro e a minha sobrinha Sofia que já sabe desta fossanguice da prima começa a picá-la e descamba sempre para a paródia total coisa que deixa a Joana a fumegar. A Rita normalmente dá-lhe a travadinha do perfeccionismo e fica o tempo todo a dizer mal do seu próprio trabalho. Entretanto enquanto giro este mulherio todo, também faço a minha criação e começam os avanços da Sofia para no fim ficar com o que eu fizer, porque acha sempre tudo o que eu faço muito lindo. Nisto já está a Rita também a dizer que quer ficar com a minha criação, o tubo de cola a dividir pelas quatro está sempre longe da que precisa, a tesoura a dividir pelas quatro está sempre a ser usada por alguém, as canetas sem tampas, as moscas a chatear, o cão a enrolar-se nas lãs e eu a dizer que é a última vez que faço um atelier com elas. Normalmente é sempre assim que corre, mas não sei porquê, ficam sempre recordações maravilhosas e engraçadas e eu continuo a dar-lhes este tempo muito especial. Exige bastante organização da minha parte8Já não há Verão no Alentejo sem os ateliers e Páscoa sem uma maluca caça aos ovos, em que os escondo e fotografo só parte do ovo e do sítio onde estão, isto num terreno gigante é coisa para as deixar entretidas imenso tempo. Normalmente eu acabo sempre por me esquecer onde os escondi alguns e nem sempre a fotografia me ajuda. Ficam sempre uns quantos perdidos por aí. Também preparo caças ao tesouro muito simples mas amalucadas e normalmente o tesouro está sempre no fundo da piscina. Neste território ganhei uma sucessora, muitas vezes já é a Joana que as faz.

 

 

Algumas das nossas "obras de arte" :)

 

*caixas de ovos transformadas em baleias

 

* colheres de madeira-sereias. A minha é a idosa :)

 

* Amendoins-bonecos de neve 

 

 * mais uma vez caixas de ovos destruídas e mais uma vez sereias. 

 

 

 * pauzinhos de médico transformados em borboletas com asas feitas com as mãos delas.

 

 

 * Tampas transformadas em peixinhos

 

* O Pipoca a dar uma ajudinha.

 

 Uma coisa que sempre me fez confusão é o facto das miúdas terem pouca tendência para exploração. Quando era pequena e estava em casa dos meus avós, adorava explorar as casas, os quartos pouco usados onde encontrava fotonovelas, o quintal com alguidares cheios de cal que eu usava para caiar tudo e mais alguma coisa, o jardim, o galinheiro onde sobrealimentava as galinhas com as sacas de milho que estavam sempre à mão, o poço fechado, as salas secretas e abandonadas, passava horas nisto, era muito curiosa e quando investia nestas minhas explorações, sentia-me muito livre e feliz. Quando estamos no Alentejo, o terreno é grande mas elas confinam-se ao óbvio e uma das actividades que encontrei para as levar a sair do perímetro da preguiça e da falta de curiosidade foi pintar numas folhas várias pinceladas de cores e dizer para encontrarem no terreno a coisa que mais se aproximasse dessa cor. Foi tão bom vê-las espalhadas no meio das oliveiras com olhos de ver. Foi mesmo divertido.

 

 

 

E vocês, têm alguma tradição de Verão?

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Recentemente...

October 19, 2019

March 11, 2019

January 29, 2019

September 10, 2018

July 9, 2018

January 29, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por "tags"
Please reload

Sigam o Umbigo
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now